Categoria selecionada: Consumidor

Segurado deve optar entre pensão e benefício assistencial

O segurado ou dependente que estiver prestes a receber a pensão por morte de seu cônjuge ou filho não pode acumulá-la com o BPC – Loas (Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social). Muita gente não sabe disso, porque a Previdência permite que o beneficiário em questão receba aposentadoria, seja por idade, tempo de contribuição, especial ou invalidez, além de auxílio-doença ou auxílio-acidente.

Renan atrasa projeto que beneficia aposentados

Depois que a base governista se movimentou para atrasar a tramitação do projeto que permite a revisão da aposentadoria, com a promessa de aumentar o valor recebido pelos trabalhadores que voltarem à ativa, agora é o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), quem segura a proposta que já poderia ser colocada em votação desde o mês passado. O atraso beneficia o governo, que tem mais tempo de organizar os senadores contra a matéria.

Desaposentação, por enquanto, somente na Justiça

G. Carvalho  – Milhares de aposentados do INSS conseguiram uma vitória importante no início deste mês: a aprovação pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado do projeto que permite a troca do benefício por outro mais vantajoso, que considere o tempo de contribuição do período pós-aposentadoria para quem continua a trabalhar. Mas, quem quiser conquistar este benefício, ainda precisa recorrer à Justiça Federal, que já concedeu este direito à muita gente.

Benefícios: bom para os funcionários, melhor para as empresas

Vale transporte, vale alimentação, cesta básica, plano de saúde, plano odontológico, auxílio creche e participação nos lucros são alguns dos beneficios hoje oferecidos pelas empresas e garantidos aos trabalhadores de acordo com as leis trabalhistas.

Desaposentação, ótima para quem aposenta e continua a trabalhar

Com a desaposentação, que foi aprovado pelo Senado brasileiro, já é uma solicitação antiga dos brasileiros nos tribunais onde conseguiam judicialmente que aposentados renunciassem ao benefício antigo, para obtenção de novos valores superiores ao que recebiam antes, por ter continuado a trabalhar e contribuir depois da aposentadoria.